Segunda-feira, 8 de Outubro de 2007

Mergulho na lua...

Speed by Mnike


Ele suspirou profundo e urgentemente disse:

Posso fazer-te uma pergunta?

Diz!

Sentes o teu coração aos pulos?

Tudo!

O seu pensamento deslizava já num voo sem controle, navegando à deriva para fora de si própria. O magnetismo era tal que o agarrava à velocidade da luz, abraçando-o intensamente, como que pretendera desintegrar o seu corpo numa fusão eterna com o dele. Era como que um asteróide em velocidade medonha, que ansiava fervorosamente precipitar-se num mergulho directo ao ser que lhe alimentava o brilho cada vez mais forte, cada vez mais brilhante.

Cada carícia, cada beijo trocado provocava um arrepio na pele, um arrepio de contracções ardentemente descontroladas. E vibrava. Vibrava de tal forma que temia explodir junto com a emoção do calor absurdo e quente, que o doce olhar dele espalhava em seu redor.

De repente tudo parou.

Instalava-se um silêncio suave no cimo daquela montanha escura como o breu, donde era possível avistar todos os astros, onde a lua dançava feliz, espelhando o seu sonho num rio de tranquilidade fingida.

Os dois – abraçados - flutuavam no ar, divagando as suas mentes pelo horizonte atrás do eco das suas emoções, correndo pelo desejo de saciar aquela vontade enorme de serem dois num só.

Só a luz do sol vinha lembrar que não era de noite...

Ao longe, um sino soou fortes pancadas irrompendo impetuosamente esse silêncio dessa tarde de ternura.

Aquele momento havia sido arrepiadamente imortalizado num qualquer ponto do universo onde não há tempo nem espaço, onde não há mais nada para além do eu e do tu.

Os olhares viam-se agora carregados de uma espécie de saudade incompreendida. Eram eles já parte integrante de um todo, viajando através da força de um abraço seguro, naquela magia quente de céu e de amar.

Olhavam-se.

Tinham despido a alma através dos olhos um do outro.


E beijaram-se... como se não houvesse um amanhã...


Guest: Tacitus



Speed by KI às 14:30
| Speeds
13 comentários:
De KI a 8 de Outubro de 2007 às 18:57
It's all so hot and hot and hot. No comments.

Feelings...


De mnike30 a 10 de Outubro de 2007 às 23:27
Very very hot... Culpa do... sol!!!
Shhhhhhhhhh!!!!

Many Dreammmmmms


De tugafixe a 8 de Outubro de 2007 às 22:28
...não tenho palavras...! Adorei!
E realmente, só um sino podia interromper um momento de ternura no alto de uma montanha!
Lindo!

1 beijo!


De mnike30 a 10 de Outubro de 2007 às 23:24
É que nem penses que te vais daqui sem levar com um !!!
Mas... ainda bem que gostaste!
E, olha... acho que o sino não interrompeu nadinha...ahahha
(mas tb não te conto mais nada, cusco!)

Beijinhos e sonhos bons!


De KI a 8 de Outubro de 2007 às 23:05
Ficoiu por dizer q o texto tb tem muito alma e q gostei de algumas frases em aprticular... beijos...


De Sonhador de Alpendre a 10 de Outubro de 2007 às 16:50
De facto quando retiramos frases do texto que parece que foram escritas para nós (ou que gostavamos de ter sido nós aq escrevê-las tal a "nossa" verdade nelas escondidas) é sinal que gostamos... muito. Menina eu já me cheirava que havia por ai textos numa gaveta perto de si...este fugiu de lá, se calhar perdemos uma das melhores comentadoras da blogosfera, mas porque raio não escancara a puta da gaveta.

sonhos engavetados


De mnike30 a 10 de Outubro de 2007 às 23:21
Aiiiiiiii!!!!!
Não me fale em cheiros, por favor... que me desconcentra a lembrança!

Quanto a gavetas... estão muito vazias, estão zangadas!
Mas, asseguro-lhe que tenho um camiãozinho- tir carregadinho de paletes de sonhos!

E, olhe, até fiquei meia atrapalhada com o adjectivo melhor... muito agradecida, é bom saber a sua opinião!
(com o calão já não... soa a Gil Vicente e o Gil era coolll!)

Um sonho com um speed de emoções puras!


De Lazy Cat a 19 de Outubro de 2007 às 11:08
Sim, por vezes, ainda que por breves segundo, tudo pára.


De mnike30 a 25 de Outubro de 2007 às 08:48
Pois... e por uma eternidade esses breves segundos ficam...


De tugafixe a 26 de Outubro de 2007 às 22:21
Mas o que que conta mesmo é a imaginação de quem escreve e a representação de quem lê! E eu digo-te que me consegui ver no alto da montanha e até consegui ouvir o sino!
Excelente!!!

Beijo grande!


De mnike30 a 26 de Outubro de 2007 às 22:39
Jura!!!!
Não me acredito que andavas lá na pestaninha...
(tou a brincar!)

Beijinhos


De tugafixe a 26 de Outubro de 2007 às 22:50
Sim, sim! Uma moscazinha muito pequenina!


Mais beijinhos!


De mnike30 a 1 de Novembro de 2007 às 21:44
Devolve-me já esse azul, menina Ki!
Esse azul estava muito bem onde estava!
Beijinhos


Speeds

.Racers

.Speeds

. é!

. Upsss(II)

. (RE)ENCONTRO

. Toque de Midas

. Uma noite. Um olhar.

. Revenge

. SONATA AO LUAR

. Assunto encerrado !

. Tortura

. Sal na boca...

.Slow Motion

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.Long Roads

.Janeiro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.Breaks

 

.Fingers & Fire

 

 

 

… do frio

Frio?

frio tem remédio.....

any idea?

lots

such as....

such as....

pois... não estou a ver....

undressing slowly ...by the fireplace

no lights, only candles

mmmmm

sounds tempting

does it?

mmmmmmm

so far

music?

you're choice....

does it matter ?

it does, if I'm supposed to undress for you

nesse caso.....

a do video .. de hoje

(ando a fugir dessa música há semanas)

mas ok

já começou ?

 

Vai começar agora…

senta, sentas?

assim no braço do sofá....

enquanto chego à lareira

e solto o cabelo, para começar....

e sorrio e fico à espera

a musica é tua,

podes mandar

   mmmmmmmm

 

mandar ou...

levantar ?

 

decide tu....

 

e passo-te os dedos ...

por onde sei inventar.....

e sinto-te a pele ... a querer respirar

e vindo do nada... caminham para o tudo

onde as coisas acabam

onde as coisas começam....

 

onde se abraçam olhares

e se quebram promessas

 

e num frio de repente sinto escorregar

e entram momentos

que não vimos chegar....

e nos dedos perdidos.....

na vontade de voltar

 

dançam corpos em sombras incandescentes

em gestos lentos, em voz de arfar,

em cores esculpidas,

entre mãos perdidas,

em mares de quereres

e vontades contidas

 

e de repente .... tocou o telefone

e saímos a correr!

a casa não era nossa

don't!

e os da agência estavam sempre à espreita

lol

srry

é este meu lado do nonsense

que me assalta sem aviso

onde iamos?

o que estávamos a fazer?

 

 

onde?

queres saber?

íamos onde te puxo devagar

e desço pelo teu peito em beijos de molhar

em dentadas de beber e saborear

em mãos que te enlaçam, lábios que te procuram

e não se deixam provar

mmmmmmmm

em corpos que se encostam,

se procuram e se enroscam,

como gatos a sonhar

em sentir que despertas,

que a roupa te aperta....

que não queres esperar

em afastar-me sorrindo,

mandar-te um beijo e indo

para casa descansar!

 

boa?

...Hummmmmm....
Nova página 1

Humm… Quando de lábios te exploro e te mordo devagar, digo que te adoro, que te quero, que não posso esperar, quando a música nos toma, se faz nossa dona e nos obriga a dançar, quando somos só um, e a terra a girar, quando escrevo o que sinto e te deixas amar...

Nova página 1

 

Quanto me entendo contigo e te sinto como abrigo, e me revejo nos teus beijos e juntos criamos desejos...Quando  dançamos os dois sem amanhã nem depois, encontro-me no teu olhar, sentimos o ritmo que nos faz dançar... Quando as palavras se calam e só os sentidos falam...